AVIAÇÃO COMERCIALNOTICIASSem categoria

TAP reforça liderança das aéreas em Lisboa e é a companhia que mais cresce

 
A TAP transportou nos primeiros cinco meses deste ano 56,8% de todos os passageiros que chegaram e partiram de Lisboa, mais 0,62 pontos percentuais que há um ano, o que associado a reforços também por parte da SATA Internacional (+0,28 p.p., para 4,7%) e da White (+0,3 p.p., para 0,8%), levou a que o aeroporto de Lisboa ficasse “mais português” neste período.

Os dados de tráfego do Aeroporto de Lisboa a que o PressTUR teve acesso indicam um crescimento do movimento de passageiros em voos comerciais de 2,9% ou cerca de 143 mil, para 5,076 milhões, com crescimentos da TAP em 4% ou cerca de 111 mil, para 2,882 milhões, da SATA Internacional em 8,4% ou cerca de 18,3 mil, para 236,6 mil, e da White em 64,1% ou cerca de 15,9 mil, para 40,6 mil.

Entre as companhias que mais contribuíram para o crescimento do tráfego em Lisboa, além dessas três portuguesas contam-se a espanhola Air Europa, do grupo Globalia, que em 2009 não tinha operação regular nos primeiros meses e que até Maio soma 56,8 mil passageiros, a easyJet, com mais cerca de 22,3 mil ou +9,8%, para 496 mil, a Royal Air Maroc, com mais cerca de três mil ou +35%, para 11,5 mil, a companhia charter portuguesa Orbest, do grupo Orizonia, com mais cerca de 2,7 mil ou +78,2%, para 6,2 mil, e as norte-americanas Continental, com mais cerca de 2,5 mil ou +7,1%, para 38,1 mil, e US Airways, com mais cerca de 2,4 mil ou +97,5%, para quase cinco mil.

As maiores quedas neste período são as da espanhola Vueling, em cerca de 33,5 mil passageiros ou –25,9%, para 95,9 mil, da angolana TAAG, em cerca de 18,3 mil ou –26%, para 51,9 mil, da espanhola Iberia, em cerca de 8,2 mil ou –4,4%, para 182,9 mil, da irlandesa Aer Lingus, em 8,2 mil ou –17,5%, para 38,7 mil, da britânica British Airways, em cerca de 6,3 mil ou –5,9%, para 101 mil, e da holandesa KLM, em cerca de 5,6 mil ou –6,4%, para 83 mil.

Ao todo, segundo os dados a que o PressTUR teve acesso, entre as 30 maiores companhias que operam em Lisboa 14 tiveram crescimento e 16 baixaram.

A queda conjunta destas 16 companhias foi de 99,6 mil passageiros, o que significa que só por si o crescimento da TAP teria gerado crescimento do Aeroporto nos primeiros cinco meses deste ano.

Os dados do Aeroporto de Lisboa a que o PressTUR mostram que esta evolução se traduziu num reforço das chamadas companhias “tradicionais” nestes cinco meses, que ganharam quota de mercado às low cost.

Segundo esses dados, o tráfego em voos regulares cresceu 2,3% nos meses de Janeiro a Maio, para 4,94 milhões de passageiros, 83% deles transportados por companhias “tradicionais” (4,2 milhões, +3,5% que no ano passado), com as portuguesas a “ficarem” com 60,8% (3,09 milhões, +4,4% que no ano passado) e a estrangeiras com 22,2% (1,13 milhões, +1,2% que em 2009).

As low cost, onde o Aeroporto inclui Aer Lingus, Blue Air, Bmibaby, Cimber Sterling, easyJet, Germanwings, NIKI e Vueling, com uma queda do número de passageiros em 4,5%, para 719,6 mil, baixaram de 15,3% do tráfego nos primeiros cinco meses de 2009 para 14,2% este ano.

FONTE: PressTur

Leia mais...

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close