ACIDENTESNOTICIASNOTÍCIAS MUNDOSem categoria

Queda de avião com executivos no Camarões pode ter matado 11

Equipes de busca encontraram nesta segunda-feira os destroços de um avião que transportava importantes executivos de mineração australianos e que desapareceu numa região de selva na República Democrática do Congo.

Teme-se que todos a bordo tenham morrido, já que os corpos de nove ou 10 pessoas foram localizados no local do acidente.

Entre os 11 passageiros do avião estava o magnata de mineração Ken Talbot, um dos homens mais ricos da Austrália, e cinco executivos das mineradoras australianas Gindalbie, Sundance Resources e Western Areas.

“Infelizmente tememos que as 11 pessoas a bordo, todas elas tenham morrido”, disse o ministro da Informação, Issa Tchiroma Bakary, em coletiva de imprensa na capital camaronesa, Iaundê.

“Até o momento, entre nove e 10 corpos foram resgatados”, afirmou.

Bakary disse que os corpos ainda não foram identificados e que autoridades aguardam a análise das caixas-pretas para indicar as causas do acidente. A aeronave, um Casa C212, caiu a 10 quilômetros da fronteira da República Democrática do Congo com Camarões.

Autoridades de aviação perderam contato com o avião no sábado, uma hora após a decolagem em Iaundê com destino a Yangadou, no noroeste da República Democrática do Congo.

Aviões privados são amplamente usados por empresas internacionais que operam na região central da África, onde a densa floresta tropical e a falta de conexões de voos dificultam a realização de viagens.

No entanto, as condições das pistas dos aeroportos locais tornam as viagens perigosas. Em setembro de 2009, um avião que levava uma delegação sul-africana teve que fazer um pouso forçado em uma pista não iluminada no norte da República Democrática do Congo após perder uma parada de reabastecimento devido ao tempo ruim.

FONTE: Yahoo Noticias 

Leia mais...

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close