ACIDENTESNOTICIASNOTÍCIAS MUNDOSem categoria

Malásia retoma buscas por avião que sumiu no oceano com 239 pessoas

Buscas pelo avião MH370 somam R$ 650 milhões – Justin Brown / via AP
As autoridades da Malásia retomaram as buscas pelo avião MH370, que desapareceu em 2014 com 239 pessoas a bordo e desencadeou a maior busca da aviação mundial da História. A procura pela aeronave, que sumiu durante a rota de Kuala Lampur a Pequim, já custou US$ 200 milhões (mais de R$ 650 milhões). O governo malaio havia interrompido a operação há um ano em função da angústia de parentes, mas decidiu lançar nova ofensiva para solucionar o mistério.
A empresa americana de exploração marinha Ocean Infinity assumiu as buscas e enviou um navio norueguês à costa de Perth, na Austrália, onde os investigadores acreditam que o avião tenha caído. A embarcação deixou a África do Sul nesta terça-feira e deve chegar à região em 7 de fevereiro. A informação foi confirmada pelo diário britânico “The Guardian”.
Apenas três pedaços do avião foram recuperados – Reuters
O voo da Malaysian Airlines desapareceu em 8 de março de 2014. A Malásia confirmou, em outubro de 2016, ter encontrado peças do transporte nas Ilhas Maurício. Dois primeiros pedaço haviam sido recuperados em 2015, na ilha francesa Réunion e na costa Tanzânia. Os investigadores acreditam que alguém deliberadamente desligou o transponder do avião antes de desviá-lo milhares de quilômetros de seu curso. A maioria dos passageiros era chineses.
À época da suspensão das buscas, em janeiro de 2017, o Escritório de Segurança de Transporte da Austrália divulgou relatórios de cientistas internacionais que delimitavam a área de busca. Os profissionais destacaram uma região de 25 mil quilômetros quadrados em que haveria “alta probabilidade” de se encontrar o avião.
A Ocean Infinity firmou com as autoridades um acordo que condiciona o pagamento a descobertas e vai focar o trabalho na área delimitada do oceano.
fonte: oglobo
Leia mais...

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close