ASA DELTASem categoria

HISTÓRIA ASA DELTA

A Asa-delta é um tipo de aeronave composta por tubos de alumínio, que proporcionam a sua rigidez estrutural, e uma vela feita de tecidos, que funciona como superfície que sofre forças aerodinâmicas, proporcionando a sustentação da aeronave no ar. A origem deste nome, Asa-Delta, deu-se pela semelhança da letra grega, que tem forma de triângulo, com o fortado da asa desta aeronave.

O alemão Otto Lilienthal é considerado o pioneiro, pois desde 1871 se dedicava a construção de planadoresBerlim.[1] [2] que ele mesmo testava em um monte construído por ele e sua equipe nas proximidades de

O estadunidense Francis Rogallo participou de um programa pioneiro da NASA que pretendia criar um pára-quedas direcionável. Dos estudos que realizou, Rogallo criou uma aeronave que possuía uma estrutura metálica apoiada em um triciclo.

Os australianos John Dickenson, Bill Moyes e Bill Bennett foram os precursores da asa-delta na Austrália em 1969.

No Brasil, Luis Claudio Mattos é considerado o precursor.[3]

O recorde mundial de distância em linha reta alcançado por uma asa-delta é de 700,6 Km no Texas, EUAaustríaco Manfred RUHMER.[4] pelo piloto

No Brasil, a maior distância percorrida por uma asa-delta foi de 452Km, pelo piloto gaúcho André Wolf, decolando da cidade de Quixadá no Ceará, quebrando o recorde anterior que era do brasiliense “Fernando DF” com 437Km, decolando da cidade de Patu no Rio Grande do Norte.

O Brasil foi campeão mundial de asa-delta por equipe em 1999 e continua sendo um dos países do mundo com maior nível técnico e de praticantes.

História da asa-delta no Brasil

Há mais de 25 anos o Vôo Livre vem colorindo os céus do Brasil. Tudo começou quando em Julho de 1974 um piloto francês fez um vôo do alto do Corcovado no Rio de Janeiro. O feito chamou a atenção de muitas pessoas, inclusive interessados em aprender a arte de voar. Dois mais entusiasmados, conseguiram encontrar o tal francês e decidiram começar a voar. Na busca de um morro ideal para iniciar as aulas, chegaram até o amigo Luiz Cláudio, que tinha um terreno de acordo com as necessidades para o curso.

Algum tempo depois, os dois desistiram do curso e depois de dois meses de um conturbado curso o amigo, Luiz Cláudio, que havia entrado por acaso na história, veio à se tornar o primeiro piloto Brasileiro a voar!

Seu primeiro vôo foi realizado no dia 7 de Setembro de 1974 do topo da pedra da agulhinha em São Conrado. Algumas semanas depois, devido a dificuldade de acesso à pedra da Agulhinha, Luis Cláudio abriu uma outra rampa, no pé da pedra Bonita. Em Novembro de 1975, o número de pilotos já era mais de uma dezena e resolveram então realizar o 1o campeonato Brasileiro de Vôo Livre.

Com o crescente número de adeptos veio a necessidade de se abrir uma outra rampa. Desta vez a rampa foi construída no final da estrada aberta pelo arquiteto Sérgio Bernardes no morro que dá acesso à Pedra Bonita. A intenção de Sérgio com essa estrada, era de construir uma casa no meio da floresta, mas por sorte dos voadores, a obra fora embargada pelo IBDF. Em Dezembro de 75, foi fundada então a ABVL (Associação Brasileira de Vôo Livre) com o intuito de controlar o acesso à rampa de Vôo Livre, que acabou sendo definitivamente cedida aos pilotos e utilizada até hoje.

Atualmente o Vôo Livre evoluiu bastante e os equipamentos “experimentais” do passado, deram lugar a asas modernas, projetadas por engenheiros aeronáuticos. Alguns modelos de competição chegam à custar mais de 10.000 dólares.

O Vôo Livre no Brasil, acompanhou esta evolução e hoje em dia temos uma posição de destaque no cenário mundial, tendo conquistado um campeonato mundial individual, com Pepê Lopes em 1982 no Japão; um vice-campeonato mundial individual e por equipes em 1991 no Brasil e, recentemente, o Brasil conquistou o campeonato mundial por equipes em 1999 na Itália.

Com o surgimento do parapente, o Vôo Livre se dividiu em 2 categorias: Asa Delta e Parapente ou Paragliding como também é conhecido.

FONTE: Wikipédia / 360 graus

Leia mais...

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Close
Close
Close