AEROPORTOSAnacECONOMIANOTICIAS

Demanda doméstica das empresas aéreas brasileiras segue em expansão no primeiro trimestre

Número de passageiros pagos cresceu 2,2% em relação aos três primeiros meses de 2017

Após um ano de recuperação em 2017, a demanda por voos domésticos das companhias aéreas brasileiras medida em RPK (passageiros-quilômetros pagos transportados) seguiu em expansão no primeiro trimestre de 2018, com alta acumulada de 3,4% na comparação com o mesmo período do ano anterior. Quando comparada aos três primeiros meses do ano anterior, a oferta medida em ASK (assentos-quilômetros ofertados) também cresceu: apresentou alta de 2,2% no acumulado do período. O número de passageiros pagos transportados por essas empresas no mercado doméstico entre janeiro e março, um total de 23 milhões, foi 2,2% maior que o verificado no primeiro trimestre de 2017.

No acumulado do primeiro trimestre, a taxa de aproveitamento nos voos domésticos também cresceu, atingindo 81,9% dos assentos, com variação positiva de 1,1% em relação ao mesmo período do ano anterior. No transporte de carga e correio, as empresas aéreas brasileiras registraram alta acumulada de 11% em relação ao mesmo período de 2017 no mercado doméstico.

A expansão da demanda em RPK das empresas brasileiras foi expressiva no mercado de voos internacionais. No acumulado do primeiro trimestre de 2018, as aéreas nacionais viram a procura de passageiros por voos com origem ou destino no exterior crescer 16,2% – 2,5 milhões de passageiros pagos foram transportados em voos internacionais no período por essas empresas. A oferta em ASK de voos internacionais pelas companhias brasileiras também cresceu significativamente, com aumento de 18,8% nos primeiros três meses do ano em relação ao mesmo período de 2017.

No acumulado do primeiro trimestre, a ocupação dos voos internacionais das empresas brasileiras caiu. Houve recuo de 2,2% no número de assentos ocupados (83,6%) em relação aos 85,5% apurados no mesmo período de 2017. Já o transporte de carga e serviço de correio internacionais registrou expansão de 37,8% em relação ao mesmo período do ano passado.

Os dados constam do relatório Demanda e Oferta do Transporte Aéreo – Empresas Brasileiras Março de 2018, divulgado nesta quinta-feira, 3 de maio, ela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Elaborado com base nos dados estatísticos de voos regulares e não regulares fornecidos à ANAC pelas empresas brasileiras de transporte aéreo público, em cumprimento à Resolução nº 191/2011, o relatório pode ser acessado na opção “Mercado do Transporte Aéreo” da seção “Dados e Estatísticas

fonte: Anac

Leia mais...

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close