AEROPORTOSInfraeroNOTICIAS

Aeroporto de Campo Grande tem aumento de 22,9% na movimentação de cargas

A movimentação no Terminal de Logística de Carga (Teca) do Aeroporto Internacional de Campo Grande (MS) aumentou cerca de 23% no primeiro trimestre de 2018, em comparação a 2017. No acumulado de janeiro a março deste ano, foram processadas 236,9 toneladas, enquanto no mesmo período do ano anterior o movimento foi de 192,7 toneladas.

O setor de importação foi responsável pela maior parte do volume total, registrando 235,9 t, enquanto o segmento de exportação trabalhou com 1 tonelada. Os principais produtos exportados foram equipamentos e maquinas agrícolas, com destino a Assunção, capital do Paraguai. Na área de importação, os destaques foram mantas e tapetes na área têxtil, representando cerca de 43 toneladas, além de equipamentos médico, com mais de 21 toneladas.

Para o superintendente do aeroporto, Richard Aldrin Fernandes Custódio, o aumento na carga transportada se dá em virtude da manutenção dos clientes. “Buscamos constantemente melhorar nossos serviços e fidelizar clientes, e planejamos terminar 2018 com um aumento ainda maior”, pontuou.

Inaugurado em 2009, o Teca de Campo Grande tem área total de 1.152,99 m², sendo 475,89 m² de área coberta, e trabalha com importação, exportação e carga nacional.

Complexos logísticos da Infraero

A rede de terminais de logística de carga da Infraero possui, em seu parque tecnológico, equipamentos de última geração e moderna e completa infraestrutura para receber os mais diversos tipos de carga e garantir que sejam movimentadas e armazenadas com agilidade e total segurança. Esses terminais contam com câmaras frigoríficas, instalações para carga viva, áreas especiais para cargas valiosas, material radioativo e demais artigos perigosos.

As operações dos terminais de logística de cargas da Infraero apresentaram crescimento de 19,5%, saltando de 104,5 mil toneladas em 2016 para 124,8 mil toneladas em 2017. O destaque foi o setor de importações, com incremento de 24,6%, chegando a 85,5 mil toneladas.

fonte: Infraero

Leia mais...

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close